“Francisco: culpado!”

   O editorial, desta vez, não é meu. Sou apenas “correia de transmissão” de um texto belíssimo do P. António Teixeira que alguém, gentilmente, canalizou para o meu computador. Fala do Papa Francisco, dos seus méritos, das dificuldades do seu ministério, das resistências que lhe colocam, também da enorme simpatia que o povo de Deus, em geral, nutre por ele.

   Faço coro com quem louva o Papa, e aqui transcrevo:

   “Querido Papa Francisco: na verdade, és culpado!

   És culpado por seres um homem e não seres um anjo!Ler mais “Francisco: culpado!”