Image Alt
Cultura

Editoriais

Editoriais ``Jornal do Sameiro``

Desde 1926

O anúncio chegou pelo Arcanjo Gabriel. Maria, Virgem de Nazaré, por Deus preservada de toda a mácula, foi escolhida para mãe do Salvador. Toda a expectativa do Povo de Israel se concretiza. Um tempo nove irrompe. Entramos na Nova Aliança. O Redentor assume a carne humana.

O Joãozinho não escrevia. O lápis repousava-lhe por entre os dedos. Estava tolhido. Pensava consigo: se escrevo o que me vai na alma, os meus colegas vão rir-se de mim. Que hei-de fazer?!

A gente vai embora…

“Cair na real”, como sói dizer-se, faz-nos bem. Não para nos deixarmos deprimir. Mas para que saibamos viver, conviver e construir.

Consertar o mundo

“Um cientista vivia preocupado com os problemas do mundo e estava resolvido a encontrar meios de minorá-los.

Passava dias no seu laboratório em busca de respostas para as suas dúvidas…

Esteve entre nós e proferiu uma série de conferências sobre o genérico título: “Pensar o futuro da Igreja ou construir a Igreja do futuro”. Particularmente interessantes foram as considerações sobre “O tempo das igrejas vazias… de adultos”.  

Hoje vou invadir-lhe o espólio, para saborearmos um pedaço do conto “A avó, a cidade e o semáforo”. Reza assim:

Zé e Jesus

O Zé era um homem simples e devoto. No caminho para o trabalho, parava sempre na Igreja, deixando a enxada à porta. Postado diante da imagem de Jesus crucificado, olhava para Ele e dizia-Lhe: “Jesus, é o Zé”. E ia-se embora.

Mas agora o Artur estava em liberdade; fez caminho de recuperação da toxicodependência, na prisão e no Projeto-Homem de Braga; tem, de novo, a vida pela frente.

Só que precisa de encontrar sustento, autonomia, uma profissão…

Antes de mais, vivemos por mais tempo nesta terra. A longevidade é acordeão sempre a dilatar-se. O desafio, hoje, para muita gente, não é viver por muitos anos, mas conseguir viver bem os muitos anos que a vida oferece.

Gratidão aos “menos”

Serena, a mãe e esposa respondeu: há mais de vinte anos que cozinho para vós e ninguém me diz: a comida está boa; obrigado pelo teu trabalho, pela solicitude contínua e amorosa com que nos cobres.

Deliciei-me com a leitura do livro Dizer sim à vida apesar de tudo, da autoria de Viktor E. Frankl, psicoterapeuta, fundador da logoterapia, nascido em 1905, de origem judaica, residente em Viena, falecido a finais do séc. XX.

No dizer do Papa Francisco, “os sacerdotes são como aviões: só fazem notícia quando caem, mas há tantos que voam. Muitos criticam e poucos rezam por eles”.

Vaca não dá leite

Ficam-nos na retina as imagens dos carrinhos de bebé no meio da praça, vazios. A bárbara guerra fez indevida ceifa. Atravessou que nem seta afiada o coração das mães.

Os filhos do moleiro

Ficam-nos na retina as imagens dos carrinhos de bebé no meio da praça, vazios. A bárbara guerra fez indevida ceifa. Atravessou que nem seta afiada o coração das mães.

Ficam-nos na retina as imagens dos carrinhos de bebé no meio da praça, vazios. A bárbara guerra fez indevida ceifa. Atravessou que nem seta afiada o coração das mães.

Ficam-nos na retina as imagens dos carrinhos de bebé no meio da praça, vazios. A bárbara guerra fez indevida ceifa. Atravessou que nem seta afiada o coração das mães.

    Newsletter

    Registe-se e fique a par de todas as novidades relacionadas com o Santuário do Sameiro. (Receberá apenas uma newsletter por mês)


    Via Mariana

    Com o apoio de

    Acender uma vela

    a

    Tue ‒ Thu: 09am ‒ 07pm
    Fri ‒ Mon: 09am ‒ 05pm

    Adults: $25
    Children & Students free

    673 12 Constitution Lane Massillon
    781-562-9355, 781-727-6090